IMPORTANTE AVISO LEGAL: - IMPORTANT DISCLAIMER: (por favor leia / please read)

ROD STEWART - The Tears of Hercules (2021)

Moderador: DIGI

Avatar do Utilizador
serialkromo
Publicador
Mensagens: 179
Registado: 15 abr 2020, 09:37
Contacto:

ROD STEWART - The Tears of Hercules (2021)

#1

Mensagem por serialkromo »

ROD STEWART - The Tears of Hercules (2021)

Imagem

Aos 76, Rod Stewart não está disposto a abandonar seus hábitos de rapsão - pelo menos não na música. Mas enquanto ele chora The Tears of Hercules em seu 31º álbum de estúdio, e primeiro conjunto de material novo em três anos, Stewart é tanto malandro quanto rapsodista, absorvendo em suas 12 canções a medida completa de uma vida que vai desde um colegial cumprindo pena com "Maggie May" para um veterano que está se movendo confortavelmente ao ritmo de seu coração de rock 'n' roll. Coproduzido e principalmente coescrito com o membro de longa data da banda Kevin Savigar, com uma espécie de som de garage-y / GarageBand estéril, Hercules assinala a maioria das caixas que Stewart fez com suas ações musicais no comércio ao longo de mais de cinco décadas. Ele dá início a uma tempestade libidinosa em faixas como "One More Time", "Gabriella" e "Kookooaramabama" - esta última uma espécie de abordagem descuidada de "I Want Your Sex" de George Michael que é tão alegremente boba quanto o título sugere. Sua opinião sobre "Some Kind of Wonderful" do Soul Brothers Six é fiel e alegre, e "Born to Boogie (Uma homenagem a Marc Bolan)" verifica os maiores sucessos de T. Rex antes de declarar que "quando eu morrer, estarei balançando no céu ao lado dele. " Se isso o deixar enxugando um pouco de suor da testa, segure o lenço para a segunda metade de Hércules para cuidar das lágrimas. Stewart muda, um tanto abruptamente, para o território sentimental, amando sua esposa Penny Lancaster em "I Can't Imagine" e saudando seu falecido pai no encerramento do álbum "Touchline". A faixa-título, embora escrita por Marc Jordan para sua própria versão em 2004, é um balanço com sabor celta sobre o eterno conflito entre o lar e o desejo de viajar. Stewart pisa, levemente, no terreno sociopolítico com "Hold On" e um cover de "These Are My People" de Johnny Cash, enquanto "Precious Memories" quebra a sobriedade com um doo-wop alegre. A mistura e o espírito de The Tears of Hercules certamente lembra clássicos como Every Picture Tells a Story e Never a Dull Moment sem substituí-los ou necessariamente oferecer canções que encontrarão um lugar no escalão superior do catálogo de Stewart. Essa é uma tarefa difícil de qualquer maneira, então vamos ficar satisfeitos e talvez até um pouco surpresos com 45 ou mais minutos de escuta sólida, e nos deleite com o fato de que mesmo tão longe no caminho esta loira ainda quer se divertir mais.

Gostaram deste post: 0 x
Os meus Links têm um período de tempo MUITO curto.

Não garanto ACTUALIZAÇÕES dos mesmos.

  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Visualizações
    Última Mensagem

Voltar para “PoP”

×