IMPORTANTE AVISO LEGAL: - IMPORTANT DISCLAIMER: (por favor leia / please read)

V.A. - Eddie Piller Presents - British Mod Sounds Of The 1960s (2022)

Avatar do Utilizador
serialkromo
Posteador
Mensagens: 385
Registado: 15 abr 2020, 09:37
Contacto:

V.A. - Eddie Piller Presents - British Mod Sounds Of The 1960s (2022)

#1

Mensagem por serialkromo »

V.A. - Eddie Piller Presents - British Mod Sounds Of The 1960s (2022)


ImagemImagem

Demon tem o orgulho de lançar “Eddie Piller Presents British Mod Sounds Of the 1960s”, o acompanhamento do “The Mod Revival”. Apresentando 100 faixas originais em 4 CDs, é um mergulho profundo na cena Mod na Grã-Bretanha dos anos 60. Incluindo uma seleção de faixas clássicas e raras, traçando a cena desde suas raízes R&B até um final emocionante. Com curadoria da Acid Jazz Records e fundador do Modcast, Eddie Piller, e com novas notas de capa do respeitado autor e radialista Paul 'Smiler' Anderson. Como Eddie Piller aponta na frente das extensas notas de capa que acompanham esta coleção, ele escolheu a palavra 'Sounds' com cuidado, refletindo a variedade de talentos contidos aqui, de músicos de sessão sem graça sem um pingo de estilo neles, artistas que viram uma oportunidade de entrar na onda do Mod e bandas que abraçaram de todo coração o estilo de vida Mod. E assim esta nova coleção mistura os pilares do Mod (Small Faces, The High Numbers, The Action, The Fleur De Lys), com uma generosa seleção de futuros superstars (David Bowie, Rod Stewart, Elton John, Marc Bolan, Jeff Beck e Graham Gouldman de 10cc estão todos representados aqui), e alguns artistas tão obscuros, tão raros, que nunca chegaram a lançar um disco nos anos 60, mas Eddie rastreou as fitas mesmo assim. Todo grande culto juvenil merece uma ótima trilha sonora, e quando os Mods dos anos 60 adotaram o clássico R&B americano, com uma pitada de jazz moderno, sem dúvida encontraram a música certa para seu estilo de vida exuberante e estiloso. E, no entanto, comprar importados caros, esperar um lançamento local ou rezar por uma rara visita de talentos estrangeiros nunca seria suficiente para satisfazer a juventude britânica com sede pelos sons mais recentes. Certamente não aqueles na pista de dança e definitivamente não aqueles com suas próprias ambições musicais. Foi uma cena musical que começou com a imitação, antes que habilidade e imaginação levassem mentes curiosas à inovação, uma cena que evoluiu de cópias medianas (na melhor das hipóteses) de lançamentos nos selos Chess, Motown e Stax, para se tornar algo mais sofisticado, algo bastante único, algo muito britânico.

Gostaram deste post: 0 x
Os meus Links têm um período de tempo MUITO curto.

Não garanto ACTUALIZAÇÕES dos mesmos.

  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Visualizações
    Última Mensagem

Voltar para “Compilações”

×